Algumas das Grandes Participações de Escritores no Roda Vida.


Olá, pessoal, reuni nessa postagem cinco entrevistas memoráveis com escritores que admiro no programa Roda Viva, da TV Cultura, não menos histórico.

São essas, as entrevistas que escolhi:

  • Ernesto Sábato, em 1994.
Doutor em física e matemática, escritor, militante pelos direitos humanos e pintor, o convidado deste Roda Viva é um dos mais expressivos personagens do cenário cultural da América Latina: o argentino Ernesto Sábato.


  • Millôr Fernndes, em 1989.
Millôr começou a trabalhar ainda jovem na redação da revista O Cruzeiro, cujo início marcou uma trajetória por importantes veículos da imprensa brasileira. Em seus mais de setenta anos de carreira, ganhou fama por suas colunas de humor gráfico em publicações como Veja, O Pasquim e Jornal do Brasil, entre várias outras.
Em seus trabalhos, sobravam a ironia e a sátira para criticar o poder e as forças dominantes, sendo constantemente confrontado pela censura do regime militar. Dono de um estilo considerado singular, era visto como uma figura desbravadora no cenário artístico, como no teatro, onde se destacou tanto pela autoria quanto pela tradução de um grande número de peças.



  • DBC Pierre, em 2006.
DBC Pierre é o pseudônimo de Peter Finlay, autor estreante e premiado com o Booker Prize do ano de 2003, com o livro Vernon God Little, que foi editado também no Brasil.

Sobre a obra: Vernon God Little trata-se de uma novela passada numa cidadezinha do Texas, onde um jovem comete uma série de assassinatos na escola como o que ocorreu em Columbine. O livro traça um ácido panorama da vida no interior dos Estados Unidos e dos adolescentes sem rumo, expostos a uma cultura de violência e de consumismo.

A premiação de DBC Pierre, como destaque da ficção contemporânea, provocou muita repercussão. De um lado, pela qualidade literária do livro; de outro, pelas declarações do escritor de que gastaria o dinheiro do prêmio pagando dívidas contraídas quando era um jogador e um drogado militante. Australiano, criado no México, DBC Pierre frequentou o interior do Texas, vivência que ajudou a criar sua visão crítica da "beleza americana". Ele se autodeclara mexicano e vive atualmente no interior da Irlanda.



  • Adolfo Bioy Casares, em 1995, quatros anos antes de sua morte.
Com respostas objetivas, críticas aos escritores vaidosos e enaltecimento da boa literatura, Bioy Casares também foi entrevista pelo Roda Viva. Na obra desse grande argentino, destaca-se a criação de um mundo de ambientes fantásticos regidos por uma lógica peculiar e marcados por um realismo de grande verossimilhança.



  • Fernando Sabino, entrevista de 1989.
Com simplicidade, simpatia e muito bom humor, Sabino falou de mestres - como o grande Mário de Andrade, que o ajudou em seus primeiros passos - e dizia já naquela época que, na atualidade, a crítica literária criativa foi substituída pela dissecação do livro.

Os principais livros de Sabino são "Encontro Marcado, lançado em 1956, "O Homem Nu", de 1960, e "A Mulher do Vizinho", de 1962.



Espero que tenham gostado do "presentinho" porque eu gostei...

Comentários