POESIA: Advertência!


Advertência: ninguém está livre da negligência!
Ou libertado do azar de um descuido.
Ninguém se safa do que ainda não foi cometido.
A negligência vem sempre depois de um abuso.

Negligência é mais do que má sorte!
É descaso, abandono, dolo.
É mau trato. Mau uso!

Repito: ninguém está livre da negligência!
No entanto, previna-se! Corrija-se! Mude imediatamente teu curso!

Comentários

  1. Olá, Rob!
    Realmente a negligência é uma das piores coisas do ser humano e é muito triste mesmo. Que possamos ser como a sua e poesia e que a gente nunca a use.
    Me emocionei com sua palavras.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  2. Seus textos, sempre muito bem inspirados, vêm com reflexões importantes! Pensando bem, é muito difícil se prevenir da prática da negligência, já que ela é, necessariamente, uma ausência de ação e, ao mesmo tempo, causa inúmeros estragos na vida! Adorei a advertência e concordo: se tiver como prevenir, esse é o melhor remédio! Parabéns pelas palavras e por despertar a reflexão.
    Abraço!
    Karla Samira

    ResponderExcluir
  3. Oi Roberto! Gostei muito do teu texto, acho que ele fala muito sobre a situação que todos estamos vivendo, ninguém está livre da negligência, seja dos outros ou a nossa própria, somos mal acostumados!

    ResponderExcluir
  4. Oi Rob! Ontem mesmo comentei em uma poesia sua e destaquei a reflexão que você sempre traz, e hoje estou aqui de novo para mais uma! Você consegue nos fazer pensar bastante, menino! Negligência é uma coisa terrível, é abandono mesmo, é falta de cuidado, de se importar, e o mundo está cheio de pessoas negligentes com tudo, uns com os outros, com a família, com o trabalho, com o estudo... ninguém está livre, de verdade.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Amanda, sempre presente e nunca negligente com este blog, hehe!

      Abraço.

      Excluir

Postar um comentário

Caro leitor(a), seu comentário é importante por aqui. Diga-me suas opiniões ou impressões sobre a postagem que acabou de ler que as lerei com carinho.

Obrigado desde já!
Volte sempre!