ÚLTIMO CAPÍTULO: O Vale dos Órfãos (Parte 01).


Por mais que Klara se esforçasse, foi difícil acreditar no que seus olhos enxergavam. O vale ficava ainda mais belo conforme as estrelas distribuíam-se um pouco acima do horizonte montanhoso e, no céu, uma tonalidade alaranjada só se intensificava. Tudo era deslumbrante. Não havia o lago com peixes coloridos que a pequena búlgara imaginou existir, porém, enquanto o balão ainda se aproximava, ela se deparou com um rio harmonioso e cristalino, cujas águas pareciam deslizar sobre a terra, e com uma extensa plantação de rosas brancas e amarelas.

O imenso balão roxo, enfim, pousou.

Lazar levantou Klara e a ajudou a saltar para o lado de fora, onde, sem dizer nada, ficou observando o vale. Só depois, despertando-se do encantamento na qual pareceu ter sido tomada, é que Klara olhou para trás e perguntou para Doriana:

“Esse é o vale?”

“Sim, querida.” - respondeu, a balonista, amorosamente. De dentro do balão, perguntou. - O que achou?

“É muito bonito.” - Klara respondeu.

Numa felicidade que só aumentaria, começou a andar, afastando-se do balão. Não podia ficar parada, só observando, tinha que conhecer cada canto daquele lugar.

O casal de balonistas permaneceu dentro do cesto. Serenos, limitaram-se a observá-la até que uma menina, que havia desembarcado de um balão verde-escuro, se aproximou de Klara.

“Olá, o meu nome é Milena.” - se apresentou.

Milena aparentava ser mais nova do que Klara. Tinha olhos azuis, sua pele era naturalmente pálida e os cabelos eram lisos e castanhos. No rosto, seus traços eram absolutamente graciosos.

Longe de serem as duas únicas meninas que desembarcavam naquele vale, dos balões que, antes, cobriam o céu também desembarcavam outras meninas.

“Oi, eu me chamo Klara.” - timidamente, a pequena búlgara se apresentou à menina de olhos azuis. - “Eu vim naquele balão roxo.” - disse, ao olhar para trás e ver Lazar e Doriana dentro do cesto. - “Eles me trouxeram até aqui.” - revelou. - “Eles são muito legais.”

“Como é o nome da sua mamãe?” - perguntou, Milena.

Curiosa, queria saber mais sobre Klara, que, sem hesitar, respondeu:

“O nome dela é Liza.”

Nesse meio tempo, enquanto as duas meninas começavam a se conhecer, Lazar e Doriana decidiram, então, que deveriam partir, deixando Klara no vale. A bela balonista reacendeu a chama do maçarico, aquecendo, mais uma vez, o ar dentro do balão roxo, que pôs-se a subir rapidamente.

Milena se mostrava tão encantada com o vale quanto a pequena Klara.

“Minha mamãe nunca me trouxe aqui antes.” - revelou.

“Qual é o nome dela?” - perguntou, Klara, que não se entristeceu no momento em que viu o casal de balonistas partir sem se despedir dela.

Encontrara, afinal, uma nova amiga e não havia porquê ficar triste. E também havia chegado no Vale das Rosas, o lugar mais bonito que imaginou existir.

Ganhando altitude e como se nunca houvesse existido, o balão de Doriana desapareceu atrás de uma nuvem solitária.


CONTINUE ACOMPANHANDO A HISTÓRIA NAS PRÓXIMAS POSTAGENS.

Comentários

  1. Você escreve muito, já acompanhei alguns capítulos dos seus escritos e sempre gosto de ler mais, fico um pouco perdida por não ter conseguido ler tudo ainda, mas estou adorando, você consegue captar a essência das personagens e transmitir a nós, leitores. Parabéns! Continue assim 👏

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, obrigado pelo carinho e elogios, Ge. Fico feliz que tenha gostado e acompanhando o blog.

      Excluir
  2. Texto envolvente demais! Não li os capítulos anteriores, mas com certeza vou devorar todos❤️ Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Muito bonito, Rob, gostei da escrita desse, bem singela (:

    ResponderExcluir
  4. Oi Rob, tudo bem?

    Acompanhei a história e em cada capítulo você se superou e conseguiu trazer um texto novo e original ao leitor. Como sempre, o texto está muito bem escrito e com um desfecho muito singelo e amoroso, impossível não gostar. Parabéns, esperarei por mais histórias!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Alice, obrigado pelo carinho e apoio.

      Siga acompanhando o blog!

      Excluir
  5. Que lindo! Gosto muito dos seus textos! Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Não li os outros capítulos, mas lerei depois. Você escreve muito bem, parabéns!!

    ResponderExcluir
  7. Maravilhoso! A descrição da paisagem no começo foi tão real que me imaginei lá, junto com a personagem! Parabéns! Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Cíntia, muito contente que tenha feito você viajar junto com a personagem.

      Volte sempre!

      Excluir
  8. Gente, queria poder escrever assim! Gostei bastante desse capítulo ♥️

    ResponderExcluir
  9. As descrições, tudo me fizeram entrar no cenário e viver a história.
    Desculpa o comentário cortado. Foi sem querer.
    www.dobbyapresenta.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Olá td bem?
    Bom ja li todos os capítulos e como disse em outros comentários vc escreve muito bem, parabéns, gostei bastante desse ultimo capitulo.
    Blog encrespa

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Caro leitor(a), seu comentário é importante por aqui. Diga-me suas opiniões ou impressões sobre a postagem que acabou de ler que as lerei com carinho.

Obrigado desde já!
Volte sempre!