POESIA: Democracia Matemática. - Roberto Camilotti, blog de literatura

20 de maio de 2017

POESIA: Democracia Matemática.

poesia sobre a matemática

Quando um mais um são mais do que dois
estejam certos de que o curioso acontece.
Os números se calam, mas não por medo ou indiferença.
Como se agradecidos, a lógica cede.


As explicações morrem de uma morte boa,
uma morte cheia de vida e de significado.
Quando um mais um são mais do que dois
qualquer resultado é possível pelas contas da imaginação.

E isto não significa que os números não tenham o valor que têm.
Significa apenas que, mesmo as leis da matemática, tudo está em constante transformação.

É assim com a matemática, com a aritmética!
Jura-se que os números importam como se submissos
na devida porção das coisas, do que é essencial.
A Matemática têm sua própria democracia
ou algo parecido como.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro leitor(a), seu comentário é importante por aqui. Diga-me suas opiniões ou impressões sobre a postagem que acabou de ler que as lerei com carinho, no entanto, não poderei respondê-las pela falta de tempo.

Quer conversar comigo?
Me procura nas minhas redes sociais.

Obrigado desde já!
Volte sempre!