POESIA: Forçosamente.


Foi forçosamente, então foi!
Na força do que se foi é que as coisas começaram a mudar.

Foi forçosamente, é certo que foi!
Com destemor, a vida, o agora, parou por um instante, mas recomeçou a viver e não parou mais.

Forçosamente, foi o amor!
Morreu o que era velho!
Foi prometido, mas cheio de motivo e de razão de acontecer!



Comentários

  1. Quente frio. gostei da antítese empregada, costumo usar bastante nos meus textos, gosto do confronto de palavras opostas.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Caro leitor(a), seu comentário é importante por aqui. Diga-me suas opiniões ou impressões sobre a postagem que acabou de ler que as lerei com carinho.

Obrigado desde já!
Volte sempre!