POESIA: Hipnose do Desamor. - Roberto Camilotti, blog de literatura

29 de maio de 2017

POESIA: Hipnose do Desamor.

poesias sobre a hipnose e sobre o desamor

Quando eu estalar os dedos,
vai esquecer meu nome
e não se lembrará de quem sou
ou que um dia existiu nosso amor.

Quando eu contar até três,
seu amor por mim,
o que ainda sinto por você,
nunca terá existido.

Conto um, dois, três.
Estalo os dedos.
Nos vemos pela primeira vez.
Começaremos tudo de novo.

5 comentários:

  1. Oi, tudo bem?
    Quem dera tudo fosse assim num estalar de dedos. Mas uma decepção as vezes basta isso mesmo para a pessoa ser esquecida. Gostei muito do poema, bem realista e profundo, retrata os sentimentos de várias pessoas ao mesmo tempo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita e pelo comentário, Death.

      Excluir
  2. Oi Rob!!
    Gostei bastante das suas poesias, mas me identifiquei mais com essa. Quantas vezes a gente se torna essa pessoa esquecida né?
    Bjs
    https://almde50tons.wordpress.com/

    ResponderExcluir

Caro leitor(a), seu comentário é importante por aqui. Diga-me suas opiniões ou impressões sobre a postagem que acabou de ler que as lerei com carinho, no entanto, não poderei respondê-las pela falta de tempo.

Quer conversar comigo?
Me procura nas minhas redes sociais.

Obrigado desde já!
Volte sempre!