POESIA: Mastigado Pelos Nervos.


Porque é incoerente assim,
sincera e verdadeira,
digna de pena,
a saudade que às vezes tenho de mim!

A promessa refeita.
O amor mais amado.
Embrutecido!
Mastigado aos poucos e pelos nervos!

Comentários