POESIA: Morte Social.


De um senso triste e só assim.
Menino homem de fora da sociedade.
Nunca ciente do que dizer
mas de todo em paz com a verdade.

Sem julgamentos ou ti-ti-ti!
Nem toda morte social é para sempre.
Pode ser transeunte, transitória.

Comentários