POESIA: Sou Desses.


Não tergiverso ao confirmar que, sim, eu sou desses!

Sou incoerente.
Digo que amo, mas não sou capaz de perdoar uma traição, mesmo a de quem juro amar.

Sou impaciente.
Não penso duas vezes ao dizer o que sinto e, quando não posso dizer, meu silêncio expressa tudo.

Sou exageradamente otimista.
Tão exagerado que não peço atestado de honestidade de quem pede minha amizade.

Sou responsável.
Tenho certeza que sou!
Mas não para tudo e nem para todas ocasiões.

Sou feliz.
Uma felicidade com um pouquinho de tristeza por não ter conseguido ser tanto quanto acho que podia ter sido.

Sou injusto.
Quando me exigem ou me cobram por algo que tenho certeza que não devo, logo nego.

Sou tudo isso e mais um pouco!
Sou desses que não teorizam a vida.
Vivo no que me é possível viver!

Comentários

  1. Oi Rob, tudo bem?

    Moço, você tem o dom de me fazer pensar, refletir e me ler em suas poesias ou texto. Eu acompanhei de perto este seu processo de criação de poesias e fico impressionada de ver o quanto você cresceu na construção desse gênero. Simplesmente maravilhosa a poesia. A parte do ser feliz, mesmo com uma tristeza foi a que mais me marcou. Amei!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oi
    Nossa! muito boa essa sua poesia, conseguiu me descrever em algumas partes heim. Adoreiii.
    Seu blog é muito bom! Vou visitar mais vezes com certeza. Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Jô, siga acompanhando este humilde blog, haha

      Excluir

Postar um comentário

Caro leitor(a), seu comentário é importante por aqui. Diga-me suas opiniões ou impressões sobre a postagem que acabou de ler que as lerei com carinho.

Obrigado desde já!
Volte sempre!