POESIA: O Carvoeiro. - Roberto Camilotti, blog de literatura

18 de julho de 2017

POESIA: O Carvoeiro.

poesia tema carvoaria, poesia sobre o desmatamento, poesia tema desmatamento

O Carvoeiro guloso comeu a montanha.
Comeu a montanha e tudo que havia nela.
A copa das árvores, os passarinhos, os esquilos,
comeu a montanha que eu admirava pela minha janela.

O Carvoeiro malvado não teve pena da montanha.
Embuchou até mesmo o que tinha debaixo da terra.
As minhocas, os ossinhos, as caixinhas de segredos das meninas,
levou junto a cidade e o pouco do resto dela.

O Carvoeiro e todos os outros da companhia.
No início achava que ele não gostava de mim.
Depois vi que ele não era mau e nem guloso.
O Carvoeiro era parte de uma tal economia.
Comeu a montanha porque encontrou ouro e outras pedras.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro leitor(a), seu comentário é importante por aqui. Diga-me suas opiniões ou impressões sobre a postagem que acabou de ler que as lerei com carinho, no entanto, não poderei respondê-las pela falta de tempo.

Quer conversar comigo?
Me procura nas minhas redes sociais.

Obrigado desde já!
Volte sempre!