POESIA: Paz. Desassossego.


Gritos.
Falas.
Discursos.
Palavras perdidas.
O desassossego que corrói minha paz.

Gestos.
Olhares.
Denúncias.
Afagos obscenos.
Vence o mais forte, quem pode mais.

Bastante, mas nada que preencha meu desassossego!
Muito, mas nada que garanta minha tão frágil paz!

Comentários

Postar um comentário

Caro leitor(a), seu comentário é importante por aqui. Diga-me suas opiniões ou impressões sobre a postagem que acabou de ler que as lerei com carinho.

Obrigado desde já!
Volte sempre!