POESIA: Pena Amarela.


Sim, senta e escreva o meu nome!
E use ao escrevê-lo uma pena amarela!
Na mão, a pena e todas as tintas de uma aquarela!
Traços sutis, otimistas, a sua escrita mais bela!

No papel mais nobre, a cor azul da Terra!
Na segunda das linhas, no meio ou na beira,
o importante é que escreva com sua escrita mais bela!
Uma escrita que lembre a infância e que dela retome!

Escreva com capricho!
O capricho natural de uma pena amarela!

Comentários