POESIA: Pot-pourri em Versos (Homenagem a Drummond). - ROBERTO CAMILOTTI... blog de literatura.

27 de agosto de 2018

POESIA: Pot-pourri em Versos (Homenagem a Drummond).

poesias Drummond de Andrade, poesias em homenagem a Drummond

Tinha uma pedra no meio do caminho.
Longamente caminhamos.
Uma flor na rua!
Longamente caminhamos.
Sua cor não se percebe.
E agora, José?
Devo seguir até o enjoo?
Mundo mundo vasto mundo,
botam a gente comovido com o diabo.
É feia. Mas é realmente uma flor.

Nunca me esquecerei desse acontecimento,
está sem discurso,
está sem carinho,
fundem-se no mesmo impasse.
Uma flor nasceu na rua!
Que pode uma criatura senão,
entre criaturas, amar?
Minha mão está suja.
Preciso cortá-la.
No meio do caminho tinha uma pedra.
Um homem vai devagar.
Um cachorro vai devagar.

(Amanhecerá.)

5 comentários:

  1. ola tudo bem?
    Queria saber como voce consegue ter tantas ideias de poesia/poemas demoro muito para fazer um e quando saia não sai tao bom quanto o seu, parabens isso é um talendo, amo suas poesias
    Sucesso amei mesmo

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia a poesia, adorei. Na hora que comecei a ler fiz até aquele trocadilho que é impossível haha. Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Ai que poesia mais linda.
    Adorei muito.
    https://blogdajenny2014.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi tudo bem??
    Amei a poesia!
    Na verdade adoro o seu blog!

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  5. Linda homenagem, ao poeta Carlos Drummond ficou perfeita a poesia amei :)

    ResponderExcluir

Caro leitor(a), seu comentário é importante por aqui. Diga-me suas opiniões ou impressões sobre a postagem que acabou de ler que as lerei com carinho, no entanto, não poderei respondê-las pela falta de tempo.

Quer conversar comigo?
Me procura nas minhas redes sociais.

Obrigado desde já!
Volte sempre!