[ Resenha ] Cinder ( #1 Serie Cronicas Lunares ) Marissa Meyer - ROBERTO CAMILOTTI... blog de literatura.

4 de novembro de 2018

[ Resenha ] Cinder ( #1 Serie Cronicas Lunares ) Marissa Meyer

Título: Cinder.
Autora: Marissa Meyer. 
N° de Páginas: 446.
Editora: Rocco.
Compra: Amazon/Saraiva.

Sinopse:Num mundo dividido entre humanos e ciborgues, Cinder é uma cidadã de segunda classe. Com um passado misterioso, esta princesa criada como gata borralheira vive humilhada pela sua madrasta e é considerada culpada pela doença de sua meia-irmã. Mas quando seu caminho se cruza com o do charmoso príncipe Kai, ela acaba se vendo no meio de uma batalha intergaláctica, e de um romance proibido, neste misto de conto de fadas com ficção distópica. Primeiro volume da série As Crônicas Lunares, Cinder une elementos clássicos e ação eletrizante, num universo futurístico primorosamente construído.


Cinder é uma ciborgue com partes robóticas de metal e uma interface inteligente, que vive na comunidade Oriental chamada Nova Pequim. Vivendo para sustentar sua madrasta Adri, e suas meia irmãs Pearl e Peony, com seu trabalho no mercado sendo conhecia como a melhor mecânica da comunidade. Uma sociedade futurista com tecnologia super avançada de modo que despõe de robôs, androides ,aromatizadores e ciborgues entre outras coisas mais.
Kai o príncipe da comunidade Oriental, acaba precisando dos serviços de um mecânico, e com isso ele vai ao encontro da melhor mecânica no mercado. Cinder ao receber a visita do príncipe no seu estante tenta ao máximo esconder suas partes robóticas, mas aquela não seria a última vez ao vê-lo. Tudo muda quando sua meia irmã mais nova Peony acaba sendo infectada pela doença que assombra Nova Pequim. Cinder recebe toda a culpa por sua madrasta que a inscreve como cobaia/volutaria para os testes em busca da cura para a peste.


RESENHA COMPLETA NO BLOG SUPERAMO BOOK

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro leitor(a), seu comentário é importante por aqui. Diga-me suas opiniões ou impressões sobre a postagem que acabou de ler que as lerei com carinho, no entanto, não poderei respondê-las pela falta de tempo.

Quer conversar comigo?
Me procura nas minhas redes sociais.

Obrigado desde já!
Volte sempre!